Régua

A vida não se mede por quão bonito é o seu berço. Por quantos lápis de cor você tem, qual é o seu lanche, o modelo da sua boneca ou o seu desenho.

Também não se mede pelo destino das suas últimas férias, a marca da sua nova mochila, a nota que você tirou na prova de matemática, se está na turma dos populares ou não.

A vida não se mede pela existência do seu diploma, muito menos o que está escrito nele. Nem pelos seus relacionamentos ou quantas festas você frequenta.

Não se mede pelos metros quadrados da sua casa, o logo estampado no seu celular, quantas promoções você recebeu no trabalho ou a sua conta bancária.

Nem pelo que você veste, nem por quanto pesa, nem por quantas curtidas teve a sua última foto em um site qualquer.

Na verdade, a vida não se mede – nem mesmo a duração dela.